PNDI

O Parque Natural do Douro Internacional estende-se por vários Municípios no troço fronteiriço do rio Douro, numa extensão de 85.125 hectares. O substrato geológico desta área protegida inclui uma grande variedade de rochas, com destaque para granitos e rochas metamórficas, localmente cobertas por rochas sedimentares de areias e argilas.

O relevo em geral aplanado, é abruptamente cortado pelos canhões fluviais do Douro e seus principais afluentes.
O Parque Natural alberga 20 habitats naturais de interesse comunitário, sendo a vegetação dominada pelo zimbro e pela azinheira, localmente designada por carrasco, podendo encontrar-se também sobreiros e carvalhos.

Quanto á fauna, estão assinaladas mais de 230 espécies de vertebrados, principalmente aves que nidificam nos afloramentos rochosos e nas fragas, tão característicos deste Parque Natural. O Grifo, o Abutre do Egipto, a Cegonha preta e a Águia-real, são os seus exemplos mais representativos.

A vinha e a oliveira, plantadas em socalcos, têm uma expressão muito forte. Condições excelentes permitem que os amendoais e os laranjais, culturas tipicamente mediterrânicas, completem a produção agrícola dos terrenos de ladeira. As parcelas cerealíferas com arvoredo na bordadura, em conjunto com os matos e os férteis lameiros, preenchem o mosaico característico dessa paisagem. A estrutura agro-pecuária existente na região obedece ainda a moldes tradicionais e estão em sintonia com a conservação da natureza.

A permanência desses agro-sistemas favorece a existência de vastos bosques e matagais, a elevada biodiversidade e a sobrevivência da fauna mais ameaçada. Dai que o principal desafio de gestão deste Parque Natural consista no apoio á actividade agrícola, combatendo a crescente desertificação humana. Uma das estratégias prática será a promoção de diversos produtos agrícolas de elevada qualidade, nomeadamente os que já foram certificados ou estão em vias de o ser. Assegurar a competividade da azeitona de conserva, do azeite, da amêndoa, do trigo barbela, dos vinhos, do queijo terrincho, da carne de vaca mirandesa, do borrego, do cabrito e do mel, é ajudar a conservar as mais belas formas de vida ao ar livre de toda esta região.

Portal Turismo

(Brevemente Disponível)

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter para se manter informado sobre as nossas atividades.

Câmara Municipal de Freixo de Espada à Cinta
Praceta do Municipio | 5180-103 Freixo de Espada à Cinta | Tel.: 279 658 160 | Fax: 279 658 165 | Email: geral@cm-fec.pt